Jardim Botânico de Brasília termina ano com entregas significativas

Este ano foi intenso, o JBB teve mudanças e junto com elas muitas realizações. 

As principais entregas foram:

– Recebimento de pagamento eletrônico na portaria;
– Inversão do fluxo de trânsito, melhorando nossa acessibilidade e dando vida a outras áreas do JBB;
– Nova sinalização;
– Finalização e entrega do Plano de Manejo;
– Reestruturação do JBB, valorizando os servidores e organizando as unidades;
– Regularização dos contratos dos concessionários;
– Finalização e entrega do Novo Herbário;
– Regularização da Biblioteca do Cerrado;
– E outras pequenas mudanças que estão fazendo toda a diferença.

Essas conquistas são importantes em todos os sentidos. Elas valorizam os servidores do órgão, valorizam os usuários do JBB que frequentam o JBB e contribuem diretamente com a nossa missão de cuidar do Cerrado. 

A missão primária do JBB é cuidar do cerrado. Cuidar do cerrado é cuidar da água para a nossa população e todos sabemos que água é vida. As águas do Brasil nascem no cerrado e por isso a vital importância de preservar nossa EEJBB. O plano de manejo, por exemplo, nos dá o direcionamento quanto às ações que devemos adotar para preservar nossa estação ecológica.

A implementação do pagamento eletrônico além de modernizar e facilitar a vida do usuário, traz transparência ao JBB. Não fazia o menor sentido receber apenas dinheiro em espécie em plena era do PIX. 

O novo herbário mostra o compromisso do Governo do Distrito Federal com a pesquisa. Catalogar e estudar as espécies do cerrado tem o objetivo de preservar nossa flora do cerrado, garantindo muitos anos ao nosso amado Bioma. 

A inversão de fluxo melhora a acessibilidade do JBB. Sabemos que ainda há muito a avançar, contudo, esse primeiro passo foi fundamental para o início dessa nova fase do nosso Jardim. 

A reestruturação do órgão trouxe mais organização a nossa estrutura, basta olhar o organograma do órgão antes e depois. Além do mais, valorizou os servidores da base. Os servidores do campo (jardineiros) foram os mais beneficiados. 

A Biblioteca do cerrado ainda não tinha um bibliotecário, o que lhe impedia de funcionar da forma devida. Agora isso foi solucionado e o Distrito Federal ganhou mais um espaço para desenvolver conhecimento. 

A primeira fase da nova sinalização facilita a vida dos usuários do Jardim. Nela os visitantes são orientados sobre os locais de visitação. Ainda, com o novo fluxo o JBB ganhou 138 vagas de estacionamento na Alameda das Nações. 

Havia alguns problemas nos contratos dos concessionários do JBB que mereciam atenção. Depois de uma consulta a Procuradoria do DF, nós regularizamos esses contratos. 

Ano que vem nosso foco será na modernização da portaria, criação da identidade visual do órgão, construção de novos banheiros e espaços de convivência, revitalização dos nossos parquinhos, abertura de novos espaços para concessionários, visto que com o aumento do número de usuários os espaços atuais estão com dificuldades de atender a demanda, dar continuidade a parceria com a UnDF para a construção de um polo de Botânica dentro do JBB, retirada de espécies invasoras da EEJBB, revitalização do cercamento da EEJBB, reforma dos prédios próprios, modernização dos equipamentos de trabalho, finalização do espaço cinema, reforma do espaço ciência e muitas outras novidades que virão. 

Mensagem aos usuários: convidamos a todos para acompanharem as melhorias do JBB em 2024. Esse ano de 2023 tivemos muitas conquistas, e ano que vem teremos muito mais. Nosso foco é e sempre será a preservação do nosso Bioma Cerrado e atender nossos usuários da melhor forma possível!